sexta-feira, 14 de julho de 2017

Sporting 0-Valência 3



E ao terceiro jogo de pré-época, o Sporting perdeu. Os ´leões` foram goleados pelo Valência por 3-0, no segundo jogo feito na Suíça, inserido no Festival de Futebol dos Alpes. A formação comandada por Jorge Jesus cometeu muitos erros defensivos e foi incapaz de travar o Valência que parece mais adiantado na sua preparação.

Vinte e quatro horas depois de ter vencido o Fenerbahce o Sporting entrou em campo frente a um adversário superior, apesar de o Valência não ter feito uma grande época em 2016/2017. Para este jogo, Jesus fez apenas duas alterações no onze, fazendo entrar Battaglia e Doumbia, dois jogadores que chegaram esta época. O jogo marcava o encontro de Mathieu com a sua antiga equipa e também de Jesus com Garay e Rodrigo, jogadores que treinou no Benfica.

E as coisas não correram tão bem como no encontro frente aos turcos. O Valência, que quer erguer-se após uma época decepcionante, esteve sempre melhor no terreno, mais rápido sobre a bola, com processos mais afinados e menos confuso na hora de definição. A superioridade ´che` ficou vincada no remate de Eugeni ao poste logo aos 11 minutos, num remate potente de fora da área. Aos 19 foi o guarda-redes Azbe Jug a negar o golo a Negredo com uma boa estirada.

Era o prenúncio do golo que viria a surgir aos 23, após nova desatenção do último reduto defensivo do Sporting. Coates aliviou mal um centro de Rodrigo, Orellana aproveitou para fazer um potente remate, batendo Jug pela primeira vez.

A superioridade dos espanhóis era notória na forma simples como chegavam a área do Sporting. Bruno Fernandes e Battaglia adiantavam-se muito no terreno, deixando muito espaço para explorar. Coates e Mathieu, defesas lentos, optavam também por ficar mais atrás, abrindo mais espaço. Não foi surpresa quando apareceu o 2-0 aos 29 minutos, numa entrada de cabeça de Rodrigo que apareceu em zona proibida a desviar um centro de Nando García da direita.

Os ´leões`, talvez mais cansados por estarem a fazer dois jogos em 24 horas numa altura em que os jogadores recebem muita carga física, só incomodavam em lances de bola parada. E aí não faltavam jogadores perigosos, como Iuri Medeiros e Bruno Fernandes. Foi num desses lances que Bas Dost introduziu a bola no fundo das redes, mas estava em fora-de-jogo.

No segundo tempo Jesus fez sair Coentrão, Mathieu, Coates, Doumbia e Iuri. Entraram Jonathan Silva, Tobias, André Pinto, Alan Ruiz e Mattheus Oliveira. Aos 15 minutos do segundo tempo entraram André Geraldes, Bruno César, Chico Geraldes, João Palhinha, para os lugares de Bruno Fernandes, Bas Dost, Podence e Piccini. Muitas mexidas que alteraram o figurino da equipa.

O Valência também foi perdendo ´gás` com o passar do tempo e as muitas mexidas (entraram Sivera, Montoya, Vezo, Abdennour, Centelles, Medrán, Nacho Gil, Maksimovic, Zaza, Rafa Mir e Santi Mina) mas continuava a criar perigo. Aos 66 minutos Azbe Jug foi novamente chamado a mostrar qualidade e evitou o golo de Zaza, num remate forte do italiano já dentro da área. Mas dois minutos depois, Nacho Gil, que estava em campo há um minuto, fez uma maldada a Chico Geraldes (bola no meio das pernas), entrou na área e rematou colocando, fazendo o 3-0. Um golaço, sem dúvida, o melhor da noite. Os adeptos do Sporting não gostavam do que viam.
E viria a ser o conjunto de Marcelino Garcia Toral (ex-técnico do Villarreal) a estar perto do 4-0 num cabeceamento de Rafa Mir que saiu ao lado.
Jesus não deve ter gostado do que viu, principalmente a nível defensivo. Ao terceiro jogo de pré-época, o Sporting perde. O Valência soma a segunda vitória em dois jogos neste torneio.

Sábado o Sporting defronta o Basileia da Suíça, na segunda-feira joga com o Marselha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

POSTS MAIS LIDOS