sábado, 8 de julho de 2017

O Kickboxing no Sporting


O Kickboxing nasceu em meados dos anos de 1970 nos Estados Unidos, da simbiose de vários estilos das artes marciais e de alguns desportos de combate. No Sporting Clube de Portugal, o Kickboxing começou a ser praticado nas suas diferentes variantes em Abril de 1992, tendo como grandes impulsionadores Carlos Rodrigues, então responsável pelas modalidades amadoras do Sporting, Joaquim Borges, o primeiro director da secção de Kickboxing, José Neves Polido que lhe sucedeu pouco depois, e Armando Coutinho, seccionista. A chave para o sucesso da secção foi a vinda do atleta-treinador Fernando Fernandes.
Carlos Rodrigues colocava três condições aos aspirantes a praticante na Secção: serem sócios do Sporting, que todas as questões e problemas fossem tratados directamente com ele, e que dignificassem e honrassem o clube. Quem cumprisse estas regras não teria problemas.
Sempre com o mesmo espírito de disciplina, organização e trabalho, a Secção de Kickboxing do Sporting passaria a ser dirigida pelo campeoníssimo Fernando Fernandes, tendo-se tornado numa verdadeira escola de campeões.
Os atletas de Kickboxing do Sporting desde sempre se distinguiram pela conquista de títulos de grande relevo, a nível nacional e internacional, de onde se destacam o título mundial, o título intercontinental e o título europeu de Fernando Fernandes, o título mundial e o título europeu de Diogo Neves, o título europeu de Edson Santos, o título europeu de Pedro Kol, os títulos europeus e mundial de Bruno Susano, e o título mundial de André Santos.
Foi logo no primeiro ano, 1992, que o Sporting se sagrou campeão nacional de Kickboxing e de Light Kicks por equipas. Até ao fim do século, a secção acumulou um palmarés nacional por equipas impressionante: cinco Campeonatos Nacionais de Kickboxing, uma Taça de Portugal, um Campeonato Nacional de Light Contact,: cinco Campeonatos Nacionais de Light Kick, e ainda um Campeonato Nacional de Light Kick por equipas feminino. Somam-se a estes títulos muitos outros em competições regionais por equipas, e mais de 100 títulos individuais nacionais e regionais.
Foi também nos primeiros anos de existência da secção que atletas leoninos conquistaram glória a nível internacional, com destaque para Fernando Fernandes, que entre 1993 e 1994 se sagrou campeão Europeu, Intercontinental e Mundial na categoria de 75 kg, e Edson Santos, campeão Europeu na categoria de 58 kg em 1994. Assim, o Kickboxing rapidamente se tornou uma das modalidades que mais títulos internacionais individuais trouxe ao Sporting, só ultrapassada pelo Atletismo.
No fim do Séc. XX, o Kickboxing começou a ser dominado por alguns clubes que apostaram na formação de árbitros, levando a grandes dificuldades para os clubes que, como o Sporting, se preocupavam acima de tudo em formar atletas. Assim, no virar do século o Sporting decidiu deixar de participar em muitas das competições nacionais, situação que se manteve até meados da primeira década do Séc. XXI.
Em 2007 o Sporting voltou às grandes conquistas internacionais, com Pedro Kol a sagrar-se campeão Europeu na categoria de 60 kg. Em 2011 foi Diogo Neves quem conquistou o título Europeu em 71,8 kg. A partir daqui, o Sporting, sempre sob a batuta de Fernando Fernandes, apostou fortemente em trazer para o Clube atletas consagrados, para se virem juntar aos atletas que continuavam a provir da formação leonina.
Assim, a época de 2014/15 representa o início de um novo ciclo de campeões para o Kickboxing do Sporting Clube de Portugal, com as contratações de Ricardo Fernandes, Bruno Susano e Adolfo Reis Barão, e os grandes triunfos não se fizeram esperar, com a conquista das medalhas de ouro e de prata de Ricardo Fernandes no Campeonato do Mundo de 2014 ao serviço da Selecção Nacional e o título de Campeão Europeu K1 -100kg de Bruno Susano.
O ano de 2016 dificilmente poderia ter começado melhor para o Kickboxing leonino já que a 30 de Janeiro, Bruno Susano defendia com sucesso o título mundial que tinha conquistado em 2013, quando ainda não estava no Sporting.
Mas nem só com as cores do Sporting Clube de Portugal os Kickboxers de Alvalade se têm destacado, pois ao serviço da Selecção Nacional têm conseguido também feitos dignos de registo, como são os casos das duas medalhas de bronze de Pedro Marta no Campeonato da Europa em 2000 e no Campeonato do Mundo em 2001, a medalha de bronze de Pedro Kol no Campeonato da Europa em 2008.
Em simultâneo com a intensa atividade na alta competição, esta Secção desenvolve um importante trabalho na área da formação, e em 2013 já tinham passado mais de 10.000 praticantes pela Escola de Kickboxing do Sporting desde o início da modalidade em Alvalade. Assim, o Sporting é referência incontornável no desenvolvimento do Kickboxing em Portugal



O grande responsável pela escola de formação de Kickboxing no Sporting foi Fernando Fernandes, Mestre com a graduação 5º Dan (cinturão negro) e treinador de 4º grau. Enquanto treinador de Kickboxing e grande dinamizador da modalidade no Sporting, destacam-se os seus discípulos Pedro Kol Campeão da Europa e Diogo Neves Campeão da Europa e Campeão do Mundo. Treinou ainda atletas como Francisco Maximiano, Humberto Évora, Paulo Ferreira, José Freitas, Edson Santos, Pedro Marta, Manuela Fonseca, Nuno Neves, e Valter Frazão, entre muitos outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário

POSTS MAIS LIDOS