domingo, 16 de julho de 2017

Euforia em Nyon


A habitual tranquilidade sentida no Centro Sportif de Colovray, em Nyon, deu lugar à euforia dos cerca de 1.000 Sportinguistas que 'invadiram' o treino aberto do Sporting CP durante a tarde deste domingo (16 de Julho). Bebés, crianças, adultos e graúdos não quiseram perder a oportunidade de estarem bem perto dos vários elementos da comitiva verde e branca. E foi de verde e branco que tiraram as famosas selfies, que pediram os intemporais autógrafos e que gritaram 'golo'. As bancadas puxaram pelos jogadores e os jogadores puxaram pelas bancadas durante duas horas de um verdadeiro convívio entre a família leonina.
Chegado há pouco tempo, Fábio Coentrão mostrou-se sensibilizado com todo o apoio que tem sentido desde que veste as cores pelas quais sempre foi apaixonado. "Como já disse há alguns anos atrás: esta é a minha casa. Hoje, posso dizer que concretizei o meu sonho de criança, que era representar este Clube. Está aqui, à vista de todos, a grandeza do Sporting CP. Estas pessoas fazem sacrifícios para nos verem", afirmou. Porque viver os nossos sonhos cria alguma curiosidade, o lateral-esquerdo emprestado pelo Real Madrid admitiu que também tem a sua. "Autografar os cachecóis que um dia utilizei é uma sensação única. Ainda não caí em mim... Vou dar o meu coração por estes adeptos", garantiu.
 Bruno de Carvalho e Jorge Jesus também distribuíram sorrisos. O Presidente do Sporting CP, que aterrou na Suíça ao final da manhã, destacou a importância deste tipo de actividades. "Estes momentos são importantes para os adeptos perceberem que somos pessoas, seres humanos. Por outro lado, para nós entendermos que, do outro lado, estão Sportinguistas que sofrem e que são apaixonados pelo Clube. A resposta deles foi magnífica. Agora, temos de ser nós a dar a melhor resposta: fazermos tudo para sermos os melhores no campeonato", vincou, passando depois a palavra ao técnico dos leões.

 Para Jesus, que tem feito questão de referir o apoio dos adeptos no final das partidas, esta é a verdadeira demonstração da identidade do Clube. "Os jogadores têm de perceber esta cultura. Alguns ficam surpreendidos como é que, fora de Portugal, o Sporting CP tem tantos adeptos. Estamos a crescer em várias vertentes, só nós falta crescer nos títulos e está na hora de começarmos a ganhá-los", sublinhou.

Sem comentários:

Enviar um comentário

POSTS MAIS LIDOS